Reduza seus gastos e aumente seu lucro

Em qualquer empresa existente, é necessário que se tenha um bom controle de toda a finança. Não adianta querer traçar estratégias de marketing, com o objetivo de alcançar mais clientes e mais vendas, se o controle financeiro não vai bem. É um tiro no pé! Sem saber, você pode estar levando sua empresa a falência. 

Mas, como fazer para evitar isso?

É necessário que se tenha conhecimento de todos os gastos que sua empresa possui, para que assim, possa-se entender o que pode ser reduzido ou potencializado.

Para entender melhor este processo, é indicado conhecer alguns termos. 

 

GASTOS

Gastos são sacrifícios financeiros que uma entidade arca para aquisição de um bem ou serviço, porém os gastos podem ser muito amplos. Logo, existem gastos com matéria-prima, mão de obra, máquinas, insumos que a longo de todo o processo da empresa serão classificados como custos ou despesas.

 

DESPESAS

Despesas são todos os valores gastos para a administração e manutenção da atividade fim da empresa. Ou melhor, podemos dizer que as despesas estão relacionadas para manter a estrutura funcionando, porém não contribui diretamente para a geração de novos itens que serão comercializados. Podemos listar como despesa: conta de luz, energia, internet, aluguel, material de escritório, gastos com estrutura e alimentos fornecido aos funcionários.

 

CUSTOS

De acordo com o item 8 da NPC 2 do Ibracon, custo é “a soma dos gastos incorridos e necessários para a aquisição, conversão e outros procedimentos necessários para trazer os estoques à sua condição e localização atuais (…) de modo a colocá-los em condições de serem vendidos, transformados, utilizados na elaboração de produtos ou na prestação de serviços que façam parte do objeto social da entidade, ou realizados de qualquer outra forma.” Colocando de uma forma mais clara, é todo e qualquer gasto para a produção ou prestação de serviço da empresa.

Entretanto, os custos e despesas podem ser divididos entre fixo e variáveis. Os custos e as despesas podem ser classificados como fixo quando se mantém, independente do volume de vendas, enquanto as variáveis alteram-se de acordo com a demanda, quanto maior as vendas, maior os custos. 

Para facilitar na classificação de custos ou despesas, pode-se ser feita a seguinte análise: se retirar o gasto analisado, afeta a produção ou aquisição de estoque? Se a resposta for sim, esse gasto é considerado um custo, pois como foi dito, o custo está ligado diretamente a atividade fim da empresa.

Após todo um entendimento dos termos e a classificação deles na sua empresa, será possível realizar uma análise mais assertiva do que é importante e o que é descartável. Caso não tenha nenhum software para lhe ajudar, coloque tudo em uma planilha para facilitar a organização dos dados, isso lhe ajudará a entender melhor os seus processos. Nós disponibilizamos uma gratuitamente para você (clique aqui para baixar grátis a planilha).

Entenda o que pode ser reduzido, como internet por exemplo. Será que aquele pacote vale a pena para a realidade da sua empresa? Além dela, reveja as suas contas como água e energia, procure economizar no que pode. São diversos fatores que se analisados minuciosamente, podem ser facilmente revertidos em economia e contrapartida, mais lucro para a sua empresa.

  • Por Rafael Vita

O QUE ACHOU DO ARTIGO?

Deixe suas dúvidas nos comentários ou entre em contato conosco para que possamos ajudá-lo! Você também pode agendar um diagnóstico gratuito clicando aqui ou entrando em contato através do telefone (71) 3273-8508.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cresça seu Negócio com Nossos Materiais

Em um mundo cada vez mais digital e exponencial, estar conectado a todas as tendências de gestão é um imenso desafio. Mas, existem opções confiáveis e a Primus Consultoria é uma delas.
Deixe seu e-mail e esteja sempre atualizado.