O impacto do MEJ no cenário empresarial Brasileiro

Você já ouviu falar no MEJ?

O MEJ é a sigla para Movimento Empresa Júnior e tem como propósito a busca por um Brasil Empreendedor. A Brasil Júnior é a Confederação Brasileira de Empresas Juniores, e é a instância que representa as empresas juniores brasileiras, impulsionando a vivência empresarial que elas proporcionam e legitimando-as à sociedade.

Mas afinal, o que é uma Empresa Júnior? Empresa Júnior é uma organização sem fins lucrativos, formada e gerida por alunos de um curso superior cujos principais objetivos são:

 

– Fomentar o aprendizado prático do universitário em sua área de atuação;

– Aproximar o mercado de trabalho das academias e os próprios acadêmicos;

– Gerir com autonomia em relação à direção da faculdade ou centro acadêmico;

– Elaborar projetos de consultoria na área de formação dos alunos;

 

Em 2017, o movimento empresa júnior chegou a movimentar mais de 11 milhões de reais. Esse alto resultado se deve principalmente pelos jovens que se empenham em elaborar soluções e negociar com empresas sênior.  A missão do MEJ é formar, por meio da vivência empresarial, empreendedores comprometidos e capazes de transformar o Brasil. Seus valores são baseados nos pilares de compromisso com os resultados, sinergia, orgulho de ser MEJ, transparência e postura empreendedora. Atualmente, o movimento já conta com mais de novecentas empresas juniores, vinte e sete federações, mais de dezessete mil projetos e mais de vinte mil empresários juniores. O movimento tem como cerne, impactar o país, estimulando a cultura empreendedora logo no período inicial da universidade.

 

E de onde surgiu o Movimento?

O Movimento Empresa Júnior despontou, inicialmente, na França na década de 60, ano de 1967 e veio para o Brasil em 1988. No ano de 1967, os alunos  da ESSEC, Escola Superior de Ciências Econômicas e Comerciais de Paris, conscientes da necessidade de complementarem os seus conhecimentos através da aplicação   prática dos mesmos, criaram a Junior Enterprise, uma associação que proporcionasse uma realidade empresarial antes das conclusões dos cursos que estavam realizando, surge assim, a primeira empresa júnior. O conceito de Empresa Júnior chegou ao Brasil em 1988 pela câmara de comércio França-Brasil. Atualmente o Brasil é o país que possui o maior número de empresas juniores com mais de 20.000 empresários juniores.

 

Como funciona? 

As empresas juniores funcionam como qualquer outra empresa, a diferença é que os membros são todos formados por estudantes de graduação que realizam projetos com preço inferior aos do mercado justamente por se tratar de uma organização sem fins lucrativos. O dinheiro recebido é reinvestido em capacitações para os próprios membros e para a empresa. 

 

Sobre a Primus: 

A Primus Consultoria é uma das mais de 900 empresas juniores que fazem parte do MEJ e já está há 26 anos no mercado. Nosso principal diferencial se baseia em ideias inovadoras, preço abaixo do mercado, orientação de professores e parceiros, e soluções personalizadas para cada cliente. Temos como nossos valores “sou dono, me viro e faço parte de um time” e nosso propósito é desenvolver jovens com potencial de transformação para impactar na sociedade. 

  •  Por Alice Moura

O QUE ACHOU DO ARTIGO?

Deixe suas dúvidas nos comentários ou entre em contato conosco para que possamos ajudá-lo! Você também pode agendar um diagnóstico gratuito clicando aqui ou entrando em contato através do telefone (71) 3273-8508.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cresça seu Negócio com Nossos Materiais

Em um mundo cada vez mais digital e exponencial, estar conectado a todas as tendências de gestão é um imenso desafio. Mas, existem opções confiáveis e a Primus Consultoria é uma delas.
Deixe seu e-mail e esteja sempre atualizado.