Entenda como o fluxo de caixa pode impactar na lucratividade da sua empresa

Para uma boa gestão empresarial, é preciso conhecer seu negócio para entender sobre o seu passado, presente e se preparar para o futuro. Logo, conhecer o seu empreendimento é exercer o poder da tomada de decisão com segurança.

 

Vou lhe mostrar um exemplo:

A empresa Empresa S.A., resolveu aplicar uma nova política de venda em julho e ao final desse mês tinha vendido R$100.000,00, o que resultou em um volume de entrada 25% maior do que no mês anterior. A priori, a nova medida parece ter sido um sucesso para o resultado mensal, no entanto, os gastos envolvidos geraram um aumento significativo do volume de saída de recursos, realizando um lucro menor do que o passado. 

No mês seguinte, a empresa renovou o estoque para pagamento a prazo, e obteve os mesmos resultados. Ao final do trimestre corrente, desse modo, a instituição acreditava que possuiria recursos para quitar suas obrigações devido aos bons resultados. No entanto, eles não demonstravam a realidade da empresa, a qual não possuía nem capital de giro e nem dinheiro para pagar seus fornecedores.

Nesse exemplo, a Empresa S.A., para manter a atividade fim da empresa e manter boa relação com fornecedores, teve que obter capital de terceiros contraindo empréstimos. Essa atitude decorreu da não elaboração do estudo da situação real da empresa, passando aos seus gestores uma imagem ilusória sobre os recursos disponíveis para tomada de decisão, o que a tornou dependente. Portanto, é visível a importância do conhecimento do administrador sobre seu negócio. 

Para o gestor conquistar o controle financeiro sobre sua empresa e poder tomar decisões mais assertivas, ele deve estar atento ao fluxo de caixa. Com essa ferramenta é possível observar todas as movimentações financeiras de determinado período, projetá-las, e analisar como está o equilíbrio financeiro da empresa.

Fluxo de Caixa

No fluxo de caixa são registradas todas as dinâmicas de entradas e saídas de capital. Mas ele não serve apenas para observar o saldo final do resultado da empresa. Com ele, também é possível:

      – Perceber se a empresa está com sobra ou falta de dinheiro; 

      – Descobrir se a empresa possui capital para quitar suas dívidas;

      – Projetar receitas e gastos futuros com base histórica (analisando sazonalidade e crescimento do                       segmento);

      – Desenvolver projetos com base nas projeções

      – Analisar quais custos e despesas e possíveis cortes de gastos para um maior lucro;

      – Acompanhar orçamentos;

      – Calcular rentabilidade, lucratividade, payback e ponto de equilíbrio.

 

INDICADORES X FLUXO DE CAIXA

É possível calcular alguns índices através do Fluxo de Caixa. Mas para garantir maior eficiência, é preciso mantê-lo sempre atualizado, e com o máximo de informação útil possível sobre as entradas e saídas da empresa.

 

PAYBACK

Payback indica o tempo que o seu investimento irá “se pagar”. É possível calculá-lo através do Fluxo de Caixa, basta dividir o Total De Investimento Inicial aplicado sobre a empresa pelo Saldo Médio Do Fluxo De Caixa.

Ex: considere R$100.000,00 o investimento inicial total, e R$25.000,00 o saldo médio do fluxo de caixa mensal.

      – PB= R$100.000,00/ R$25.000,00

      – PB= 4 meses

Após 4 meses, a empresa terá o valor investido de volta.

 

ROI (RETORNO SOBRE INVESTIMENTO)

Este índice irá demonstrar para o gestor o quanto de lucro foi gerado para cada real gasto de investimentos. Se foi realizado R$1.000,00 de investimento em um projeto, o qual retornou à empresa um montante de R$3.000,00, basta dividir o valor obtido, pela quantidade investida:

      – ROI= R$3.000,00/ R$1.000,00

      – ROI= R$3 para cada R$1 investido.

 

VPL (VALOR PRESENTE LÍQUIDO)

Com R$100,00 atualmente, não conseguiríamos comprar a mesma cesta básica de hoje. Isso ocorre devido a mudança do valor do dinheiro no tempo causada pela inflação. Logo, é interessante analisar o que seria mais lucrativo, realizar uma aplicação financeira agora, ou iniciar um novo projeto, por exemplo.

Aplicando esse índice, será obtido quanto vale um investimento em um momento futuro, em valores atuais. Considera-se o Fluxo de Caixa Médio e uma Taxa de Referência para realizar os cálculos.

São associados a cálculo:

      – TIR (Taxa Interna de Retorno) – indica a taxa ideal para que o investimento não proporcione perdas               ou ganhos – deverá igualar a fórmula do VPL a 0 para encontrar a TIR;

      – TMA (Taxa Mínima de Atratividade) – é comum utilizar a taxa básica de juros da economia, no caso              do  Brasil utilizamos então a Taxa SELIC. Sua função é observar se a taxa de retorno do investimento            supera a aplicação referência do mercado.

 

ONDE REGISTRAR O FLUXO DE CAIXA?

É comum anotar a dinâmica do Fluxo de entradas e saídas no chamado Livro Caixa e em planilhas no Excel. 

Caso a sua empresa possua um orçamento definido, poderá ser feita uma planilha para acompanhá-lo ao período correspondente. Neste viés, ao invés de criar uma planilha com apenas valores dos resultados obtidos, será adicionada uma coluna com valores Previstos. Desta forma, poderão ser comparados os valores Estipulados aos Realizados ao período.

 

Estudar o seu negócio, é a melhor arma que o administrador tem em mãos. Ao utilizá-la, ele poderá se preparar para emergências, crises, aproveitar oportunidades que surjam no mercado, e impulsionar os seus resultados. Para atingir um bom patamar de controle do negócio, às vezes o gestor precisará do auxílio de uma equipe especializada, e ao investir nela, ele conduzirá sua empresa ao sucesso!

Para saber mais sobre como administrar melhor a sua empresa, garantindo bons resultados, acesse nossos outros conteúdos! Além disso, qualquer dúvida ou desejo de realizar um diagnóstico pela nossa equipe, basta entrar em contato. A Primus Consultoria Empresarial transformará a sua empresa.

  • Por Marcos Almeida

O QUE ACHOU DO ARTIGO?

Deixe suas dúvidas nos comentários ou entre em contato conosco para que possamos ajudá-lo! Você também pode agendar um diagnóstico gratuito clicando aqui ou entrando em contato através do telefone (71) 3273-8508.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cresça seu Negócio com Nossos Materiais

Em um mundo cada vez mais digital e exponencial, estar conectado a todas as tendências de gestão é um imenso desafio. Mas, existem opções confiáveis e a Primus Consultoria é uma delas.
Deixe seu e-mail e esteja sempre atualizado.